Alimentação saudável é um dos assuntos mais comentados hoje em dia, tanto com relação aos humanos como aos animais. Assim, algumas empresas criaram a ração natural para cachorros, tanto pela nutrição como pela praticidade.

Entretanto, por ser um tema recente esse assunto divide opiniões. Enquanto alguns veterinários acreditam não haver tanta diferença, outros recomendam os produtos mais naturais devido aos benefícios que eles proporcionam aos animais.

Ração natural para cachorros é boa?

A escolha por uma ração natural surge devido a uma busca por alimentos mais saudáveis para os cães. Isso porque, em muitas rações há ingredientes do tipo transgênicos, corantes e conservantes artificiais.

As rações naturais são livres de transgênicos, corantes e conservantes artificiais

A ração natural é uma tendência no mercado pet (Foto: depositphotos)

Em contrapartida, as rações naturais não possuem esses ingredientes. A tendência desse tipo de alimento é trazer uma refeição balanceada e mais saudável para o cão.

Por esta razão, algumas empresas passam a substituir os itens artificiais no preparo das rações mais saudáveis. Um exemplo disso é a vitamina E usada como conservante em rações da marca Naturalis Alimentos.

“Naturalis é conservada naturalmente pela vitamina E e pelo extrato natural de alecrim“, alerta o médico veterinário Marcello Machado.

Veja também: Ração úmida: sachê e patê para cães fazem mal?

Nas embalagens da marca, existe um componente chamado de tocoferol. Segundo o veterinário, esse item é a própria vitamina E. Além de servir como conservante, esse nutriente é um potente antioxidante protetor do organismo.

“A vitamina E já é muito conhecida na suplementação humana. Sua suplementação vem sendo muito recomendada por nutricionistas e médicos, pois segundo muitos estudos, a vitamina E ajuda na longevidade e auxilia na prevenção de doenças degenerativas. Para os pets, os benefícios dessa vitamina não são diferentes”, explica o médico.

Ração natural X ração normal

De acordo com a nutróloga veterinária da AlimentarVet, Raquel Labres, em entrevista ao programa de rádio Pet na Pan, da Jovem Pan, a ração natural é uma tendência nova no mercado pet.

“As pessoas estão buscando para si uma alimentação mais saudável, então isso acaba se refletindo na alimentação dos cães e dos gatos”, comenta a veterinária.

Para Raquel, a ração natural torna-se mais uma questão de marketing. “Não existe uma legislação que regularize isso. Então isso é uma questão mais mercadológica mesmo”, afirma a profissional.

A nutróloga ainda lembra que não há uma ração melhor que a outra. Tanto as rações normais como as naturais são boas opções, segundo a médica.

Veja também: Dicas para armazenar corretamente a ração do seu pet

Existem ingredientes de boa qualidade, os alimentos Premium e Super Preminum. Eles são caracterizados já pela qualidade dos alimentos, isso quer dizer que se tem um aproveitamento melhor, uma digestibilidade, melhor absorção desses ingredientes”, finaliza Raquel Labres.

Os subtipos de rações

As rações naturais precisam estar de acordo com a necessidade nutricional de cada pet

As rações ideais devem ter nutrientes, como proteínas, carboidratos e cálcio (Foto: depositphotos)

Além de escolher o tipo de ração entre normal e natural, é importante estar atento aos subtipos desses alimentos. Esses produtos são categorizados pela qualidade em Populares, Standard, Premium e Super Premium.

Outro subtipo é com relação a idade dos cães. Existem opções de rações ideias para cães filhotes, adultos e idosos. Isso porque, em cada fase da vida o cão apresenta necessidades nutricionais diferentes e metabolismos divergentes.

Algumas marcas também investem em rações especiais, atendendo a públicos diferentes. Existem opções para cães de raças pequenas ou raças grandes, por exemplo.

Ou ainda há alternativas destinadas a animais com determinadas doenças. Rações ideais para cães com obesidade, diabetes etc.

Nutrientes necessários na alimentação dos cachorros

Independentemente do tipo de ração escolhida para compor a alimentação dos cachorros, é necessário que um veterinário ou zootecnista especializado em nutrição animal esteja acompanhando essa escolha.

Só esses profissionais estão capacitados para ajudar o tutor a escolher a melhor opção de alimentação para os cães. Contudo, é importante saber quais são os nutrientes mais importantes para um animal e para que eles servem no organismo.

Em cartilha feita pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), os animais têm algumas necessidades principais, como:

Veja também: Ração para cães idosos

  • Proteínas: Nesse primeiro caso, os animais precisam de proteínas de alta qualidade para que os músculos cresçam e desenvolvam;
  • Cálcio: Para que o pet tenha ossos e dentes fortes, ele precisa ter uma alimentação com quantidades ideais de cálcio;
  • Carboidratos: Um cachorro sem energia é, possivelmente, um cachorro com falhas de carboidratos na alimentação;
  • Fibras: Tanto nos seres humanos como também nos animais, as fibras servem para ajudar e facilitar o trânsito intestinal;
  • Minerais: Dentes fortes são reflexos de cães com alimentações ricas nos mais diferentes tipos de minerais;
  • Ômega 6 e 3: Para que o cachorro tenha uma pele e pelos brilhosos, é necessário que a alimentação dele seja potencialmente feita com ômega 6 e 3;
  • Vitaminas: As demais necessidades nutricionais podem ser atendida com as vitaminas presentes na alimentação do animal.

Desta forma, se a ração natural atender a todos os itens anteriores de forma equilibrada e balanceada, ela se torna uma excelente fonte de alimentação para os cães.

Veja também: Rações premium para cachorros. Vale a pena comprar? Quais diferenças?

Fonte Oficial: https://www.clubeparacachorros.com.br/alimentacao/racao-natural-para-cachorros-vale-pena-e-boa-descubra/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.