Após viralizar com uma instalação, idealizador do projeto ‘Fome Zero’ para cães pretente criar novas filiais

Ambiente iluminado, abastecido com água e comida durante 24h e todo coberto para proteger de chuvas ou do sol. Com esses suportes, foi criado o primeiro restaurante popular para cachorros em situação de abandono da cidade de Palmas, no Tocantins.

A iniciativa deste trabalho partiu do empreendedor João Araújo, que uniu o seu amor pelos animais com a necessidade evidente dos cães que vivem nas ruas.

“Isso aqui foi feito especialmente para os cachorros que seus donos abandonam. Seus donos que se dizem amigos, abandonam e deixam os cachorros na rua. Aqui eles não passarão fome. Aqui a fome morrerá”, explica João ao demonstrar o espaço montado por ele para os cachorros. “Primeiro restaurante para cachorro, ‘Restaurante Fome Zero’. Aberto 24h, aqui a única obrigação do cachorro é comer e beber à vontade”, completa.

restaurante-caes-instalado-brasil

Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com João, a ideia do “restaurante” foi colocada em prática após ele perceber que os cães precisavam de um lugar mais organizado. Antes do ambiente ser idealizado, o empreendedor colocava comida e água na porta de casa, mas esses suprimentos acabavam rápido. Agora, com esse espaço, o fornecimento desses itens básicos para os animais tem uma durabilidade maior e é mais prático de reabastecer.

Após ser inaugurado no dia 2 de julho, o espaço já passou por algumas reformas para melhor abrigar os pets. “Tivemos que fazer algo que suportasse mais ração, para suportar a noite toda o cachorro comendo. Então fizemos o comedor automático”, conta João. Ainda segundo o empreendedor, o novo recipiente de ração é cinco vezes maior que o antigo. “O cachorro sai na night, sai na farra e vem comer. E come bem, viu?! Agora não vai faltar ração”, brinca.

Com tanto sucesso, o “Restaurante Popular Fome Zero” está arrecadando materiais para fazer novas instalações pela cidade. A proposta de João Araújo é fazer várias “filiais” do espaço e, assim, ajudar os cães em situações de abandono. Para ajudar, é possível doar pallets ou ração. “Pra fazer uma filial são necessários seis paletes no mínimo”, explica o idealizador do projeto. Quem se interessar em ajudar, basta entrar em contato com João através da página no Facebook.

Fonte Oficial: https://www.clubeparacachorros.com.br/noticias/restaurante-caes-instalado-brasil/.