A cidade de Salvador, na Bahia, passa a contar, desde esta terça-feira (16), com a Diretoria de Bem Estar, Proteção e Defesa dos Animais. O engenheiro mecânico e ativista pelos direitos animais Gustavo Lopes foi empossado como titular da pasta durante uma cerimônia no Palácio Thomé de Souza.

Foto: Pixabay

A diretoria é vinculada à Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre) e a criação dela foi considerada importante pelo prefeito ACM Neto. As informações são do portal Correio 24 Horas.

“Este é um passo significativo que está sendo dado pela prefeitura para reforçar ainda mais toda a política de defesa dos animais em Salvador”, disse ACM Neto.

O prefeito considera que a elaboração de um modelo para multiplicar o número de castrações feitas na cidade será um dos primeiros desafios da diretoria. De acordo com ele, podem ser usadas como alternativas castramóveis e ampliação de convênios com clínicas veterinárias.

Um edital será feito para contratação de funcionários que atuem no cuidado a animais de grande porte, como cavalos e bois. A intenção é resgatar esses animais, quando encontrados em situação de abandono, tratá-los e encaminhá-los para local adequado. A construção de um hospital municipal veterinário também é estudada.

O responsável pela diretoria, Gustavo Lopes, atua em ações de proteção animal como castração, resgate de animais e doação. Ele se comprometeu em trabalhar com empenho para beneficiar os animais da cidade.

“É um desafio imenso, mas garanto que haverá todo um empenho e vontade de que seja feito um excelente trabalho. O diálogo com a população será o mais aberto possível, ouvindo todas as opiniões. Haverá um relacionamento com as diversas ONGs de proteção animal na cidade para levantar as maiores carências e, assim, fazer o melhor trabalho possível”, afirmou.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/04/salvador-ganha-diretoria-de-protecao-e-bem-estar-animal/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.