Uma organização criou um site para que experiências de antigos fazendeiros de todo o mundo que reconheceram a crueldade cometida contra animais explorados para consumo humano e agora são ativistas veganos fossem publicados.

A iniciativa da organização Free From Harm de publicar perfis dos ex-fazendeiros foi uma maneira de expor a realidade das fazendas de criação, muitas vezes veladas pelos interesses das grandes indústrias de carnes e laticínios.

Os criadores de animais são pessoas que vêem diariamente com seus próprios olhos o que acontece com os animais criados para consumo de ovos, carne e laticínios. Essas experiências na agricultura animal transformaram muitos deles em defensores dedicados dos animais e os estimularam a adotar uma dieta totalmente vegana.

Experiências de fazendeiros em fazendas de criação os levaram a virar ativistas veganos (Foto: Pixabay)

Como exemplo, Bob Comis relatou que transformou sua fazenda de porcos e ovelhas em uma fazenda de vegetais veganos. Howard Lyman também decidiu que o vasto terreno onde ele e seus familiares criavam gado para carne e laticínios seria muito melhor usado como um santuário de vida selvagem.

Estes são apenas dois exemplos das muitas transformações incríveis da vida real, disponíveis no site da Free From Harm.

Além de lutarem pelo bem da justiça aos animais, essas pessoas lutam também para o bem das pessoas e do planeta. A agricultura animal é responsável por uma imensa quantidade de poluição, perda de habitat e destruição ambiental. O desmantelamento desta indústria será fundamental para garantir um mundo habitável para as gerações futuras.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/11/site-reune-relatos-de-ex-fazendeiros-que-se-tornaram-ativistas-veganos/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.