Foto: Instagram

Moby tem sido um defensor ativo dos direitos animais por mais de três décadas e diz que nunca fará nada que possa contribuir para o sofrimento de um animal.

A declaração foi feita em meio a uma série de YouTubers abandonando o movimento e voltando a comer animais, incluindo Rawvana, Tim Shieff e Bonny Rebecca.

“Muitas notícias ultimamente sobre alguns influenciadores confusos abandonando o veganismo“, escreveu Moby no Instagram .

“Eu sou vegano há 31 anos, e sou vegano por toda a vida, não importa o que. Eu não faria, não poderia, não farei qualquer coisa que possa causar ou contribuir para o sofrimento de um animal.”

“Minha vida não tem mais ou menos significado que a vida de qualquer animal, em qualquer lugar.”

Fãs veganos

O post de Moby encorajou um número de seus fãs a compartilhar suas próprias experiências e compromissos.

“Sou vegano há cinco anos e meio e tenho ótima saúde”, escreveu um.

“Essas pessoas deixaram de ser veganas mas minha única preocupação é com as vítimas reais, e eu quero respeitar suas vidas e sua liberdade, e é por isso que eu nunca vou voltar. Eu também sou um vegano para a vida” afirmou outro.

“Farei 26 anos sendo vegano em setembro. Continuo forte, ativo todos os dias. A melhor decisão que já tomei na minha vida, mãos para baixo”, acrescentou outro.

O ativismo de Moby

No início do ana, o músico anunciou o lançamento de seu livro de memórias chamada “Then It Fell Apart”. O livro será lançado em maio – exatamente 20 anos após a estréia de seu álbum mais famoso, “Play”. Todo o lucro obtido com a venda dos livros irá ajudar organizações defensoras dos direitos animais.

Em junho do ano passado, Moby anunciou sua aposentadoria da turnê para se dedicar à política e ao ativismo pelos direitos animais. Desde então, ele pôs à venda sua propriedade de 1,3 milhão de dólares, e todo o dinheiro será enviado para instituições de caridade.

Moby também abriu uma loja online onde exibiu seu equipamento musical e sua coleção pessoal de discos para levantar fundos em apoio ao grupo de médicos veganos Physicians Committee for Responsible Medicine.

Além disso, Moby anunciou sua candidatura à presidência dos Estados Unidos. Ele aproveitou a publicação para criticar os antigos e o atual presidente do país, além de pedir que os eleitores tenham consciência na hora do voto.

“Sou completamente desqualificado (mas isso não impediu Trump ou George W. Bush)”, escreveu em seu texto no Instagram. Ele também afirmou que não fará campanha eleitoral ou arrecadará fundos.

Moby pediu que os eleitores se atentem aos problemas que devem ser discutidos nos próximos governos. Ele citou os subsídios governamentais às indústrias que “envenenam as pessoas”, como a do tabaco, da pecuária e a produção de óleo.

Leia mais em: https://clubedosanimais.com.br/wp-content/uploads/2019/04/sou-vegano-pela-vida-toda-diz-moby-anda.br/2019/04/sou-vegano-pela-vida-toda-diz-moby/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.