Christie Lagally: “Se há um nugget vegano parecido e com o mesmo custo de um nugget de origem animal, mas que é melhor para o meio ambiente e para a sua saúde, por que você não compraria?” | Foto: Sou Vegetariano

Recentemente a startup Seattle Food Tech conseguiu arrecadar um milhão de dólares para baratear os custos de produção dos seu nuggets veganos e levá-los para escolas e hospitais dos Estados Unidos. “Se há um nugget vegano parecido e com o mesmo custo de um nugget de origem animal, mas que é melhor para o meio ambiente e para a sua saúde, por que você não compraria?”, questionou a CEO Christie Lagally em evento da Food Navigator na semana passada.

Segundo informações da startup fundada há menos de um ano, os seus nuggets são crocantes, baseados em vegetais e prometem oferecer preços ainda mais competitivos – permitindo que o custo não seja um fator de desconsideração do produto por parte do consumidor. “Escolas e hospitais não têm acesso a essas alternativas [sem ingredientes de origem animal] porque podem custar duas a cinco vezes mais”, enfatizou Christie, que qualifica como prioridade garantir que mais pessoas tenham acesso aos substitutos de origem vegetal.

Com a ajuda de investidores como a Liquid 2 Ventures, Sinai Ventures Fund e Uphonest Capital, a Seattle Food Tech pretende reduzir em mais de 30% os preços dos seus nuggets, assim ultrapassando os custos dos nuggets com ingredientes de origem animal e que não são saudáveis.

Para isso, a empresa está adequando as suas instalações para ampliar a escala de produção ainda este mês. De acordo com a empresa, seus nuggets oferecem quatro vezes mais fibra e até 30% mais proteínas do que os nuggets de frango, além de cozinharem mais rápido e serem mais suculentos.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/12/startup-vai-levar-nuggets-veganos-para-escolas-e-hospitais/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.