Quatro tartarugas-verdes (Chelonia mydas) retornaram ao mar após um processo de reabilitação em Guarujá, no litoral de São Paulo. Os animais foram soltos nesta semana na Praia do Iporanga.

(Foto: Divulgação/Gremar)

Duas delas foram encontradas encalhadas em Bertioga, uma em São Vicente e outra em Itanhaém – cidades do litoral paulista. Resgatadas pelo Instituto Gremar, as tartarugas passaram os últimos três meses em tratamento. As informações são do portal G1.

Diagnosticadas com problemas respiratórios, desnutrição, fibropapilomas e epibiontes em regiões caudais e placas marginais, elas foram reabilitadas e submetidas a testes periódicos para observar a evolução do quadro de saúde.

Além das tartarugas, uma gaivota (Larus dominicanus) também foi solta na natureza após ser resgatada pelo instituto durante monitoramento. O animal foi encontrado sem o movimento dos membros posteriores, magro, desidratado, quieto e com suspeita de intoxicação.

O Gremar faz parte do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos – condição para a exploração do pré-sal na costa brasileira. O instituto pode ser acionado pela população, ao localizar animais nas praias da região, pelo telefone 0800-6423341.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/10/tartarugas-sao-devolvidas-ao-mar-apos-reabilitacao/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.