Segundo matéria publicada pelo The Guardian, o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA recomendou que funcionários ligados aos programas ecológicos que administram a Lei de Espécies Ameaçadas adotem uma abordagem menos transparente na liberação de informações ao público. O jornal teve acesso ao e-mail enviado em setembro por oficiais de Trump aos escritórios do Serviço em todo país.

Governo Trump tenta abafar informações sobre espécies | Foto: Pixabay

A Lei de Espécies Ameaçadas, que constantemente sofre pressões no Congresso norte americano, é o principal escudo que a vida selvagem tem no país. Promulgada em 1973, há anos é alvo de críticas e tentativas de afrouxamento por parte de representantes de indústrias.

Entre as orientações passadas pelo Serviço, há uma lista de registros que deveriam ser omitidos parcial ou totalmente, incluindo versões preliminares de políticas e regras. A orientação afirma que tais arquivos poderiam dificultar a defesa das decisões do governo em certos processos judiciais e causar dano à administração federal ao semear “confusão pública”.

O jornal destaca que a ação tenta driblar a Lei de Liberdade de Informação dos EUA. Trata-se da principal lei governamental aberta do país, que permite ao público obter uma grande variedade de registros de órgãos federais. A lei permite que agências retenham informações sob certas circunstâncias, principalmente para a segurança nacional. Entretanto, a postura do serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA soa como blindagem.

O governo Trump tem sido extremamente criticado por sua postura diante de questões ambientais e animais. Ativistas e cientistas o acusam de tentar enfraquecer as proteções à vida selvagem para impulsionar a produção de energia doméstica e a mineração em habitats importantes. Além disso, Trump retirou os EUA do Acordo de Paris. Recentemente, seu governo deu sinal verde para o assassinato em massa de galinhas em prol da indústria.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/10/governo-trump-tenta-esconder-informacoes-cruciais-para-conservacao-de-especies/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.