A motivação da medida tem relação com o aumento de incidentes envolvendo os cães. Entenda o caso

A China é um país com tradições peculiares e que vive virando manchete do mundo todo com relação as suas doutrinas e regras. Um exemplo disso foi quando a nação estabeleceu uma lei que limitava o número de crianças por família, sendo permitido apenas um filho por casal. Agora esta mesma regra se aplica aos animais de estimação, em especial os cães.

De acordo com o site Beijing News, a nova determinação de diversas cidades chinesas é de apenas um cachorro por família. Qingdao, na parte oriental da China, estabeleceu inclusive uma multa para quem for pego com mais de um animal de estimação, sendo o valor de US$ 294 (aproximadamente R$ 960). Além desta taxa, é necessário registrar os animais, o que custará aos bolsos dos donos US$ 60 (cerca de R$ 200).

Novas regras da China: um cachorro por família

Segundo as autoridades de Qingdao, a motivação desta nova medida é com relação ao aumento no número de incidentes envolvendo os cães, deixando pessoas “perturbadas e até machucadas”.

Um por família: Cidades chinesas limitam número de cães por lar

Foto: depositphotos

Além da multa e da taxa estipuladas pelos governos das cidades chinesas, uma outra medida polêmica foi lançada. Isto é, estão sendo proibidas a adoção e a compra de 40 raças de cachorros, consideradas “ferozes”.

Entre as raças proibidas estão: pitbull, são bernardo, doberman pinscher, pastor alemão, mastim tibetanos entre outras. Quem já tiver seu animal de estimação, tem permissão das autoridades para continuar cuidando.

Todas estas medidas, entretanto, têm causado reações contrárias da população. “Eu concordo com a regulação de cachorros, mas por que pagar pelo registro? Se você quer uma fortuna, apenas diga”, comenta um internauta em uma rede social chinesa. Um outro contesta a lista de cães proibidos. “Alguns cães que estão na lista proibida como o cão da Terra Nova são de fato muito gentis, porque eles são banidos?”

Um por família: Cidades chinesas limitam número de cães por lar

Imagem: Reprodução/ The Beijing News

O histórico da China sobre a causa animal

As novas medidas anunciadas por cidades da China são apenas um reflexo da preocupação das autoridades desta região com a causa animal. Isto porque o país é conhecido mundialmente por hábitos como o consumo de carne de cães pelos humanos. Assim, os protetores de animais chineses travam grandes lutas contra práticas como essas.

Fonte Oficial: http://www.clubeparacachorros.com.br/noticias/um-por-familia-cidades-chinesas-limitam-numero-de-caes-por-lar/.