Um bezerro que está isolado na lama de rejeitos, após rompimento de barragem da Vale, em Brumadinho (MG), passou a receber cuidados de voluntários de grupos de proteção animal, que estão levando água e feno para o animal, na intenção de mantê-lo vivo para que ele possa ser resgatado.

Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

No último domingo (27), uma vaca que estava perto dele foi sacrificada após uma tentativa de resgate. A esperança dos voluntários é de que o bezerro tenha um destino diferente e consiga sair do local sozinho, já que a lama começa a secar. As informações são do portal O Globo.

O animal está fraco e nervoso, segundo a medica veterinária Amélia Oliveira, que trabalhou no resgate de animais quando ocorreu um crime ambiental na cidade de Mariana (MG). De acordo com ela, o bezerro não tem condições de ser sedado para ser transportado de helicóptero.

(Foto: Divulgação)

“A lama começa a secar e pode ser que ele tenha forças para se libertar da lama e escapar por conta própria”, disse a veterinária.

Na segunda-feira (28), os voluntários comemoraram o resgate de um cachorro. “Ele passa horas parado no mesmo lugar e tenta impedir que se aproximem. E sabemos que há corpos nessa área. Achamos que o tutor está lá”, afirmou Amélia. Após receber cuidados e ser alimentado, o cachorro será solto.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/01/voluntarios-alimentam-bezerro-para-mante-lo-vivo/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.