A Ração Origens é realmente Boa?

A Ração Origens é Realmente Boa?

Escolher a melhor ração que vai ser a base da rotina alimentar do seu pet é sempre um desafio. Sabemos como essas escolhas podem acabar sendo difíceis e requerem muita atenção, e para te ajudar com isso, decidimos escrever esse artigo onde vamos analisar se a Ração Origens é boa!

Se você está pensando em escolher esse produto para o seu mascote, é importante atentar-se a detalhes cruciais, como a qualidade de seus ingredientes e também quais os principais nutrientes oferecidos pelo alimento. Quer ficar por dentro disso? Então, continua aqui com a gente!

A Ração Origens é realmente Boa?

A Ração Origens é de qualidade?

Para saber se a Ração Origens é boa, uma das primeiras coisas que precisamos analisar é qual é a qualidade do seu produto. De antemão, é importante destacar que a marca se categoriza como um alimento de qualidade Premium Especial, isto é, pode ser dito que trata-se de uma ração de qualidade e nível intermediário.

Isso porque existem as rações Super Premium, e essas, sim, são consideradas as melhores opções de compra do mercado. Porém, o preço de marcas Super Premium acaba sendo muito elevado, o que, consequentemente, impede que sejam todas as pessoas que tenham a possibilidade de ter acesso a esse tipo de produto.

Por outro lado, é importante dizer que alimentos de qualidade Premium Especial também são bons! Apenas por não se categorizar como Super Premium, não quer dizer necessariamente que a Ração Origens não seja boa. Muito pelo contrário, inclusive, já que, pela nossa pesquisa, a Ração Origens esbanja muitos pontos positivos.

No site da marca, encontramos a informação de que a Origens é pensada e desenvolvida por especialistas em nutrição de cães e gatos, e da mesma forma, seus ingredientes são selecionados pensando em oferecer uma fórmula equilibrada e balanceada em cada um dos seus produtos.

A marca oferece tanto linhas para cães quanto para gatos, e também se destaca por contar com produtos feitos especialmente para diferentes fases da vida, tendo opções disponíveis especificamente para filhotes e também aquelas destinadas para animais adultos ou mais velhos.

Ter essa diversidade de opções denota um ponto positivo importante para a marca, pois demonstra sua preocupação em pensar em composições e fórmulas diferentes para animais que também são diferentes entre si. Com essa particularidade, há a possibilidade de seus ingredientes serem pensados especificamente em atender diferentes demandas e, da mesma forma, as opções de compras para seus consumidores se tornam muito mais diversas.

Quanto de proteína tem a Ração Origens?

A proteína é um dos ingredientes mais importantes da composição de qualquer ração, isso porque a função que ele desempenha no organismo animal é essencial para a saúde dos nossos mascotes, e assim, prezar por um alimento que contenha níveis satisfatórios de proteína é um passo chave para manter seu bichinho saudável e feliz.

Dentre os pontos de atuação das proteínas, destacamos que elas são responsáveis pelo fortalecimento dos músculos, saúde dos pelos, regulação do metabolismo e também são essenciais para o crescimento e desenvolvimento do pet. Assim, acaba sendo importante em todas as fases da vida do animal.

Especialistas apontam que a quantidade ideal de proteína para cães adultos é de no mínimo 20%, enquanto os filhotes necessitam de 24,4%, sendo um número maior justamente por eles estarem nas fases essenciais de crescimento e tem uma demanda maior de energia.

Para gatos, os números são ainda maiores, já que a natureza carnívora dos felinos é maior e, diferente dos cachorros, as funções vitais dos bichanos são exercidas com mais base em proteínas do que em carboidratos. Assim, a quantidade mínima de proteína para gatos é de 28,9% para animais adultos e 33,3% para gatos filhotes.

Por esse motivo, para saber se a Ração Origens é boa, tanto para cães adultos e filhotes ou para gatos adultos ou filhotes, é essencial analisar seus níveis de proteína. Como cada produto conta com uma composição diferente, separamos algumas linhas oferecidas pela marca para fazermos essa análise.

A Ração Seca Origens Sabor Salmão para Gatos Castrados conta com uma porcentagem de proteína bruta de 31%, e, da mesma forma, a Ração Seca Origens Sabor Carne para Gatos Adultos conta com a mesma quantidade, 31%. Assim, ambos os produtos atendem e até mesmo extrapolam a demanda mínima exigida para felinos adultos.

Falando sobre produtos destinados a cães, analisamos a Ração Seca Origens Sabor Carne e Cereais para Cães Adultos, que tem uma porcentagem de 22% de proteína bruta. Para a Ração Seca Origens Sabor Frango para Cães Adultos de Raças Pequenas, a porcentagem do alimento é de 23%, ambos também estando dentro do que é apropriado para o metabolismo canino.

Quando se trata de produtos destinados a filhotes, temos a Ração Seca para Cães Filhotes das Raças PitBull e Rottweiler, que conta com uma quantidade de proteína equivalente a 28%, que não apenas satisfaz a demanda mínima, como também a extrapola, o que é ótimo, por tratar-se de uma ração específica para cães de raças de porte grande, que crescem mais e, consequentemente, exigem um alto nível proteico para se desenvolverem.

Por fim, dando uma olhada na tabela nutricional da Ração Seca Origens Sabor Frango e Cereais para Cães Filhotes, que é um alimento que atende os cães filhotes de forma mais geral, sua proteína bruta também é de 28%, o que é uma ótima quantidade para a fórmula.

Essas foram apenas a análise que fizemos de alguns produtos, sendo importante destacar que a Ração Origens tem muitas outras linhas que oferece para seus consumidores! Assim, se você está atrás de outras rações da marca, vale a pena procurar sobre a tabela nutricional do produto, para averiguar qual o nível de proteína oferecido por ele.

Qual a composição da Ração Origens?

O ingrediente mais presente da Ração Origens, que se faz presente basicamente em todos os seus produtos, é a farinha de vísceras. Entre as rações oferecidas, há uma variação que ocorre entre a farinha de vísceras de aves, farinha de vísceras de frango e também algumas contam com a farinha de vísceras suínas.

Essa é uma ótima base para a fórmula, pois se trata de um componente que conta com uma ótima fonte de qualidade para as proteínas presente na ração, e dessa forma, acaba sendo muito bem absorvida pelo organismo animal. Isso é importante para que seu pet consiga aproveitar os benefícios trazidos pelos ingredientes.

Para saber se a Ração Origens é boa para filhotes, também precisamos dar uma boa olhada para saber se ela tem ingredientes de origem vegetal, pois estes contam com fontes de fibras e minerais essenciais para essa fase da vida. Felizmente, as rações da marca são enriquecidas com milho, soja, trigo e linhaça, que se encaixam nessa categoria.

Outro benefício da fórmula é a presença da polpa de beterraba, que se destaca como uma excelente fonte de fibras, e assim, contribui para a saúde digestiva e intestinal. Isso ajuda a afastar problemas que podem ser fatais para os animais, como a sobrecarga renal, por exemplo.

Outros pontos positivos satisfatórios da composição da Ração Origens são a presença de prebióticos, Ômegas 3 e 6 e também yucca, todos sendo aliados na hora de contribuir com a digestão e também promover a saúde da pele e dos pelos, o que é fundamental para uma boa ração para pets.

Quando falamos da composição, porém, é importante mencionar também que existem alguns pontos que acabam sendo não tão satisfatórios assim sobre essa ração. Como, por exemplo, o fato da marca não fazer uso de minerais quelatos, que são muito importantes para a saúde geral do organismo.

Além disso, a Ração Origens faz uso de transgênicos e antioxidantes sintéticos em suas composições. Ambos os ingredientes são alvo de uma discussão bem polêmica, mas a maioria dos especialistas afirma que os componentes acabam sendo maléficos para a saúde do animal a longo prazo.

Independente de qual seja o ultimato, a verdade é que cada vez mais as marcas de rações estão demonstrando preocupação de tornar suas fórmulas mais naturais, mantendo-as livres de ingredientes artificiais, e fazer uso de transgênicos e antioxidantes sintéticos acaba indo contra essa tendência. 

Quem fabrica a Ração Origens?

A Ração Origens é uma marca pertencente à Adimax, que também se encarrega de distribuir marcas como a Magnus e a Fórmula Natural. Ela é uma das maiores empresas de petfood do Brasil, atuando nesse mercado desde 2002.

A companhia se destaca por sua grande responsabilidade socioambiental, preocupando-se com a preservação do meio ambiente. Também  possui certificações como a ISO 22000, que averigua que a corporação segue à risca o controle de qualidade estabelecido por padrões internacionais.

Conclusão: A Ração Origens é boa ou não?

Levando em conta toda a análise que fizemos aqui, podemos concluir que sim, a Ração Origens é boa! Seus ingredientes são de boa qualidade e suas composições são balanceadas, além de também serem muito nutritivas.

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a entender mais não apenas sobre essa marca, mas também sobre os pontos que precisam ser levados em conta na hora de escolher o alimento para seu pet!

Ficou com alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários! Nós vamos te responder assim que for possível!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.